Saúde Bucal: Como cuidar dos seus dentes?

Um corpo saudável não pode dispensar uma boca saudável, sendo que os dentes e as gengivas é parte integrante do corpo. Hoje, quase 89% dos brasileiros já sofreram um problema dentário. 50% dos adultos do Brasil sofrem de doenças gengivais, número muito grande. Isso é explicado pelo doutores de cirurgião-dentista. Eles também dizem que, respeitando certas regras, e isso, desde tenra idade, é perfeitamente possível ter uma boa saúde bucal. Aqui estão as recomendações deles.

Problemas dentários raramente são herdados

Seus pais têm ou tiveram dentes ruins? Seus avós perderam todos os dentes? Não é absolutamente seguro que você sofrerá o mesmo destino! É certamente um defeito na higiene bucal que foi a causa de sua doença.

Mesmo que em algumas pessoas uma herança genética ou sendo menos favorável mas ainda sim possa potencialmente favorecer doenças bucais (cárie, gengivite, periodontite…), a maioria de nós pode efetivamente impedir o aparecimento dessas patologias (diria que praguinhas rs) ainda muito comuns no Brasil.

Escovar os dentes… desde pequeno

O objetivo da escovação é remover a placa bacteriana dos resíduos alimentares, saliva e bactérias que secretam ácidos que atacam o esmalte e toxinas que enfraquecem as gengivas. A placa é responsável pela formação de tártaro e pelo aparecimento de cáries e doenças periodontais, as duas principais patologias bucais e dentárias.

Qualquer dente pode deteriorar até os de crianças pequenas. A lactose, o açúcar encontrado no leite, é cariogênico e pode favorecer o aparecimento de cáries.

• A partir dos 6 meses de idade, lave as gengivas e os dentes com água, uma vez por dia.

• A partir de 1 ano de idade, escove os dentes com uma escova adequada, sem pasta de dente, uma vez ao dia, na hora de dormir.

• Aos 2 anos , duas escovas por dia, de manhã e à noite, por 2 minutos, com um creme dental com flúor adaptado à idade da criança (<500 ppm ou 500 mg de flúor / 100 g de creme dental), agora são requeridos.

• Aos 6 anos de idade, a criança pode escovar os dentes com uma escova macia adaptada à sua idade e uma pasta de dentes para adultos.

• Na idade adulta, você também usa uma escova macia , mais eficaz em espaços interdentais.
Para remover resíduos que se alojam em áreas onde a escova de dentes não pode alcançar, recomenda-se o uso de escovas , para espaços maiores, e fio dental , para espaços apertados. Ai sim você pode optar pelo clareador dental.

• A partir dai, recomenda-se o uso de uma escova de dentes elétrica, pois é mais eficaz que a escovação manual.

Como escovar bem os dentes?

como escovar os dentes

Até os 6 anos de idade, um adulto deve acompanhar a escovação da criança.
A escovação deve durar 2 minutos, não menos. No Brasil, a escovação dura em média 55 segundos, o que é muito pouco.

Troque a escova de dentes a cada 3 meses

Em média, no Brasil, 1,7 escova de dente são usadas a cada ano e 3 tubos de creme dental em vez de 4. Isso ainda é muito pouco!

Coma saudável 4 vezes por dia, não mais!

Uma boa higiene alimentar acompanha a boa saúde bucal. Portanto, o lanche é proibido. Cuidado com os açúcares escondidos nos alimentos industriais. Batatas fritas, bolos de aperitivo, até refrigerantes leves, sucos de frutas, molhos, etc. pode conter muitos açúcares que consumidos entre as refeições promovem secreções ácidas que desmineralizam e atacam o esmalte dos dentes. 

Sem mencionar as guloseimas, bolos que devem ser consumidos com moderação. Alimentos que são muito ácidos também devem ser evitados (frutas cítricas, mas especialmente refrigerantes).

Vá regularmente ao seu dentista… a partir de 1 ano

quantas vezes ir ao dentista por ano

Uma primeira visita de acompanhamento para a criança de 1 ano é necessária para informar os pais sobre as necessidades de uma boa higiene bucal.

Recomenda-se uma visita anual ao seu dentista ou assim que um sintoma aparecer.

Apenas 16% dos pais levam o filho de 1 ano ao dentista e 31% esperam até os 6 anos de idade para levar o filho a uma consulta inicial. (Isso é mundial, no Brasil a taxa em percentual é ainda menor gente)

Apenas 15% dos brasileiros pensam em ir às consultas em caso de dor ou sangramento nas gengivas. Esses hábitos devem mudar!

Melhorando constantemente os resultados

Estudos em crianças de 6 e 12 anos mostram que 80% delas estão livres de lesões de cárie, mas 20% são fortemente afetadas. Má higiene alimentar, lanches com produtos muito gordurosos e açucarados são a principal causa.

As várias políticas públicas tendem a incentivar os brazucas a cuidar melhor de sua saúde bucal, oferecendo consultas sem pagamento SUS, e até reuniões gratuitas para jovens e mulheres grávidas.

Artigo escrito em parceria com a Inbounder.